Em 2008, começando a pré-produção do CD “Bossa, Coisa Nossa”, a produtora executiva, Rosana Tunes, visitava a loja “Livraria da Bossa Nova”, no Beco das Garrafas, em Copacabana, no Rio de Janeiro, quando lhe é apresentado Cesar G. Villela, designer gráfico e autor de quase todas as capas dos discos da Bossa Nova. No ano seguinte ela lhe encomenda a arte da capa e o encarte deste CD de bossa nova, que já estava gravado pelo grupo vocal Carona Brasil e seria lançado em 2010. Cesar faz um lindo trabalho e o CD, ainda com a participação especial de Roberto Menescal, tem grande sucesso.

bossa coisa nossa
arte de Cesar G. Villela para o 2º CD do Carona Brasil

Em 2012 o Carona Brasil, com nova formação, inicia as pesquisas para o terceiro seu CD – músicas de compositores mineiros de todos os tempos. Cesar, sabendo deste novo projeto, presenteia Rosana com uma nova logomarca, entregando-lhe a arte final com um bilhete explicativo, dentre outros assuntos:

Imagem1

-“Eis que achei o bom caminho para a logo (assim penso), esperando que gostes! Colocarei na arte do meu livro – Cesar, designer.”

“…o detalhe da nota musical estabelece a direção…poderá ser usada, também, apenas com (as letras iniciais)…veja que aguenta bem a redução…”


logos cesar villela

Biografia
Cesar Gomes Villela (Rio de Janeiro RJ 1930). Pintor, cartunista, jornalista, programador visual e diretor de arte. Inicia seu trabalho em 1958, como programador visual de capas de discos, sendo várias vezes premiado nessa categoria. Em meados de 1959, trabalha para a Gravadora Elenco, responsável pelos principais artistas da bossa nova. A partir de 1964, participa da equipe de criação Keitz & Herndon, Inc. , produtora de filmes culturais e comerciais, em Dallas, Estados Unidos. Dez anos mais tarde, torna-se Presidente do Clube dos Diretores de Arte, no Rio de Janeiro, e lança o primeiro Anuário de Arte Visual do Brasil. Suas obras ilustram o número inaugural do Design Journal do Art Center of Korea (1988) e os livros Brasília: Patrimônio Cultural da Humanidade (1988) e Paz (1989). (Enciclopédia Itaú Cultural)

https://cesargvillelaarte.carbonmade.com       e        Google pesquisa: Cesar G. Villela

 

carona brasil

  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •  
  •